O que é empreendedorismo e quem pode empreender?

O que é empreendedorismo e quem pode empreender?

Neste artigo vamos explicar a nossa visão, esperamos que goste.

Conceitos do empreendedorismo

Segundo: Joseph A. Schumpeter

O economista austríaco Joseph A. Schumpeter, no livro “Capitalismo, socialismo e democracia”, publicado em 1942, associa o empreendedor ao desenvolvimento econômico.

Segundo ele, o sistema capitalista tem como característica inerente uma força denominada de processo de destruição criativa, fundamentando-se no princípio que reside no desenvolvimento de novos produtos, novos métodos de produção, novos mercados e novas oportunidades; em tese, trata-se de destruir o velho para se criar o novo.

Pela definição de Schumpeter, o agente básico desse processo de destruição criativa está na figura do que ele considera como o empreendedor.

Em uma visão mais simplista, podemos entender como empreendedor aquele que inicia algo novo, que vê o que ninguém vê, enfim, aquele que abandona a zona do comodismo, aquele que realiza antes, aquele que sai da área do sonho do desejo e parte para a ação.

 

Segundo: Vestígios da web

Empreendedorismo é o ato de empreender, ou seja, fazer algo novo e diferente dentro de um mercado, de uma empresa ou para a sociedade. No mundo dos negócios, o termo se refere à busca por novas oportunidades por meio da criatividade e da inovação.

Uma das formas mais comuns de empreendedorismo é a abertura de novas empresas, inicialmente de pequeno porte. Por esse motivo, é comum que qualquer indivíduo que se arrisque a abrir seu próprio negócio seja chamado de empreendedor.

 

Segundo: Charles Darwin

O empreendedorismo está diretamente ligado à inovação e criatividade.

Ao relacioná-lo às tendências que comparam a estratégia de sobrevivência empresarial com a teoria da seleção natural de Charles Darwin, em que, quanto mais variação uma espécie apresentar, maior será a chance de sua perpetuação, transpõe-se ao empreendedorismo o fato de que variar (inovar) é uma necessidade constante para reduzir as chances de se igualar aos seus competidores que dividem o mesmo mercado, aumentando as chances de se obter sucesso.

E com base nesses três conceitos podemos identificar que cada um deles tem seus próprios métodos, porém todos partem do mesmo princípio (INOVAÇÃO, CRIATIVIDADE e MERCADO).

E a nossa conclusão é a seguinte: você é criativo, tem algo que gosta de fazer, o que faz, faz com prazer e se sobressai ao fazer então você já domina os três principais pilares do empreendedorismo, no mercado saturado em que nos encontramos atualmente é necessário o novo para se sobressair e vencer.

Deixe aqui seu comentário!

Gostou deste post? Comenta logo aqui abaixo e nos diga o que achou! =)